Sabra e Shatila, 1982

30 anos depois dos massacres de Sabra e Shatila, sob os auspícios do genocida Ariel Sharon, não esquecemos. Não esqueçamos.

Anúncios