Carta a Fátima Pinheiro

Querida Fátima,

Há já bastante tempo que deixei de desperdiçar o meu tempo a ler a trampa que o Expresso insiste em nos ofertar. Da direita à esquerda, do Henrique Raposo ao Daniel Oliveira, aquilo simplesmente não tem ponta por onde se lhe pegue. Até encarar a tua “Carta a Miguel Relvas”.

Perdoar-me-ás a frontalidade, mas como é possível um jornal com a reputação do Expresso publicar uma verborreia desta dimensão? Não me refiro tanto ao seu conteúdo, apesar de se resumir a uma defesa do indefensável, tão desafortunada como confusa; uma honesta apologia à desonestidade na política. Refiro-me antes à própria forma: uma acumulação de sucessivas construções frásicas pseudo-eloquentes sem norte nem sentido; uma divagação retórica sem qualquer lógica ou estrutura interna discernível. Dir-me-ás que é apenas um espaço de opinião. Tudo bem, mas não me posso deixar de questionar sobre quais serão os critérios formais do Expresso para a publicação de textos desta índole.

Enfim, imergidos como estamos nesta crise que parece não ter desfecho à vista, o Expresso deixou de contemplar o jornalismo de qualidade para passar a priorizar conteúdos de teor humorístico. Se o teu objectivo era desanuviar as nossas mentes, acossadas pelas agruras desta avassaladora intempérie económico-social, e motivar umas gargalhadas no universo de leitores que ainda têm paciência para folhear o Expresso, o teu escopo foi mais do que atingido. Parabéns.

Com os mais cordiais cumprimentos,

Tiago

One thought on “Carta a Fátima Pinheiro

  1. Pingback: Carta não censurada de Fátima Pinheiro a Miguel Relvas | L´obéissance est morte

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s