Jornalismo de merda

Quando encher chouriço é mais importante do que o mínimo respeito pelos mortos; quando a tragédia é escavada e explorada em nome do conteúdo fácil; quando a “investigação” se reduz à leitura de SMS’s por vozes dramatizadas e acompanhadas pela banda sonora de um thriller sem categoria; quando a informação e a reflexão dão lugar à obscenidade do espectáculo; quando a privacidade desaparece, a justiça é cuspida na cara e o mercado impera sobre o bom senso: nessa altura, temos jornalismo de merda.

Em questão: http://www.publico.pt/multimedia/video/meco-26-mensagens-entre-carina-e-sobrevivente-2014227220120

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s