Não permitiremos!

Querem nos fazer esquecer de onde viemos, querem apagar da memória tudo o que demorou gerações a construir, querem nos forçar a acreditar que nada será como dantes, que a inevitabilidade será o pão nosso de cada dia.

Pois bem, a guerra em África também era inevitável, a ditadura também era inevitável, a censura, a PIDE, os presos políticos, a fome, a miséria tudo era inevitável…mas a inevitabilidade tem sempre duas faces.

Em Abril de 1974 o poder constituido foi destronado, como de uma inevitabilidade forçosa se tratasse.

A República Portuguesa há muito que está moribunda, corrompida e saqueada.

O que me alegra é que ainda existem outras Repúblicas, que teimam em resistir ao percurso que nos querem impôr. Mais importante que isso, promovem o pensamento livre, crítico, consciente e interventivo.  No meio de tanto lixo informativo e tanta cultura acrítica, funcionam como autênticos focos de resistência à hegemonização dos media e da propaganda do regime.

Créditos para a República do Bota-Abaixo (bem sabemos que este blogue não é isento nesta matéria…;) ) e também para todas as outras casas que continuam a ter um papel tão importante na construção do amanhã.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s