Thatcher: “Pinochet levou a democracia ao Chile”

Se há coisa para a qual não tenho jeito absolutamente nenhum, é escrever obituários, tenham eles um teor positivo ou negativo. No caso de Margaret Thatcher, obviamente que seria bastante negativo. Afinal, estamos a falar da mãe do neoliberalismo, mentora da política da austeridade, destruidora das conquistas dos “30 gloriosos” na Grã-Bretanha, aniquiladora do movimento sindical, senhora da guerra, carrasco de militantes independentistas irlandeses e, como podemos comprovar com este vídeo, simpatizante de regimes sanguinários como o de Pinochet. Entre muitos outros atributos, pois está claro.

Haverá certamente outros com um conhecimento mais profundo do que foi o thatcherismo. O objectivo deste post é apenas dar um contributo audiovisual para podermos contextualizar melhor o gáudio que a notícia do falecimento da Senhora de Ferro provocou um pouco por toda parte, entre aqueles que se opõem à barbárie neoliberal. No entanto, correndo o risco de arruinar um pouco a festa, é necessário ter presente que o legado de Thatcher, Reagan e Pinochet continua bem vivo. Em Portugal, por exemplo, no momento actual, ele é encarnado por Passos Coelho ou Vítor Gaspar. Sabemos bem o que vale a noção de “democracia” para estes seguidores de Pinochet.

One thought on “Thatcher: “Pinochet levou a democracia ao Chile”

  1. Pingback: As referências teóricas da Sra. Merkel | Sentidos Distintos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s