Passem-me lá um frasco de anti-depressivos, por favor…

Não é à toa que a população finlandesa consome uma quantidade imensa de anti-depressivos. O clima severo, a falta de luz solar, o modo de vida extremamente individualista, que dificulta qualquer tarefa de socialização, tudo isso ajuda.

Na política, o cenário não é mais animador. Uma das razões pelas quais eu não costumo escrever tanto sobre a vida política finlandesa é muito simples: é ultra-monótona, especialmente quando cotejada com o circo português. Há pouco sobre que escrever e o consenso monoideológico é por vezes ainda mais abafadiço do que em Portugal. Passar os olhos pelo espectro político finlandês é como atravessar um deserto. As alternativas ao liberalismo são simplesmente inexistentes e, quando surgem, não passam de miragens. Começamos pela direita, pontuada pelo nacionalismo bacoco dos Verdadeiros Finlandeses, prosseguimos com o liberalismo filo-atlântico da Coligação Nacional, o centrismo situacionista pró-UE do Partido Social-Democrata, o “ecologismo” dos Verdes que nem sei bem como definir, culminando a nossa jornada por este árido terreno com a Aliança de Esquerda, que pouco mais é do que uma muleta de esquerda do liberalismo dominante, e o Partido Comunista, relegado para uma indigna posição marginal.

Neste inóspito cenário, o papel de oposição é ocupado pelos Verdadeiros Finlandeses, que ultimamente se têm colado às invectivas de David Cameron sobre a UE e exigido um referendo nacional relativo às condições da filiação da Finlândia na União. Bem, existe ainda outro partido da oposição, pelo menos teoricamente: o Partido do Centro, rebento do outrora influente Partido Agrário. O seu líder veio ontem apresentar as suas propostas de diminuição de despesa pública (discurso inovador, não concordam?) e o instrumento de trabalho criado para o efeito. Ora, aqui está.

kakkara

Maravilhoso, não é? É a poliitikan kakkara, traduzido aproximadamente como a “flor da política”, um joguete que poderá auxiliar o governo a decidir onde fazer os próximos cortes orçamentais. Tem a grande vantagem de ser muito colorido e adequado a crianças com menos de três anos, que parece ser a idade mental do líder do Partido do Centro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s