Socialismo ou cataclismo

Definitivamente, a elite que governa a Europa escolheu a China como modelo político, social e económico. Para começar, já sabemos que o modelo institucional de governação europeu se resume a uma ditadura tecnocrática. Sabemos também que a nível de salários e relações laborais estamos cada vez mais próximos da oriental “fábrica do mundo”. Agora, a triste figura que calhou na rifa para ser o nosso Ministro da Economia advoga que ponhamos em prática políticas ambientais “amigas do investimento” (à semelhança da pátria de Mao, cujo respeito pelo meio ambiente é notório) para fintar a fuga de capital. Mas sem sequer considerar, por muito remotamente que seja, a possibilidade de questionar a sacrossanta propriedade privada para travar as deslocalizações (cruzes canhoto, Deus nos livre!).

Sem dúvida alguma que os portugueses têm o triste condão de alçar a posições cimeiras personagens cuja idiotia é inenarrável. Por outro lado, é cada vez mais claro que a luta contra a idiotice hegemónica não é somente emancipadora, mas um caso de sobrevivência colectiva. O liberalismo persevera nos seus mitos fundadores progressistas, na ilusão de que os recursos naturais são infinitos, o crescimento económico imparável e a acumulação de capital um imperativo absoluto. E nós seguimo-lo em direcção ao precipício, como baratas tontas.

Já não é uma questão de socialismo ou barbárie, caros amigos. É socialismo ou cataclismo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s