Conta-me como foi na Palestina

Tal como o imperialismo que o alimenta, o sionismo enfrenta uma crise profunda. Desde a derrota no Líbano em 2006, graças à heróica resistência do Hezbollah, passando pelo massacre em Gaza de 2008-2009, que mostrou ao mundo que o genocídio é a verdadeira face do sionismo, até à derrota infligida mais recentemente pelo Hamas e pela Jihad Islâmica, Israel encontra-se cada vez mais isolado no plano geopolítico, como a recente aceitação da Autoridade Palestiniana como membro observador não-estado na ONU demonstra, pese o seu carácter simbólico.

Ainda assim, não sendo eu a pessoa mais indicada para fazer uma análise deste fôlego, queria apenas partilhar este mapa. Que sirva para nos lembrar de onde Israel nasceu: da Nakba (“catástrofe” em árabe) de 1948, um processo sanguinário de limpeza étnica, deslocamento e extermínio de populações inteiras à ponta de metralhadora.

MapOfDestroyedVillagesA vermelho: localidades despovoadas

A verde: localidades existentes

Fonte: http://www.palestineremembered.com/Acre/Maps/Story572.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s