Kanimambo Moçambique – o início

Afirmam que já somos cerca de 25 mil portugueses expatriados, só em Moçambique. Entrei nas estatísticas há cerca de um mês atrás.

 

Não vim em espírito de missão, vim, como tantos outros, em espírito de sustento próprio.

 

Desde que cheguei, e pertencendo agora ao grupo dos expatriados, já conto várias mensagens oficiais de incentivo ao crescimento de número de expatriados.

De que forma se pode qualificar um país que expulsa, já de forma protocolar, a sua população?

 

Neste processo, e apresentando o meu caso entre tantos, há um misto de sentimentos: a perda de deixar o canto que amamos & a ânsia do canto desconhecido.

 

Cheguei a Maputo há mês e tal, estou a aprender todo um modo de vida, todo um código social. A aprender um país com profundos paradoxos. A aprender como muita coisa parou lá no tempo da outra senhora.

 

Ao longo desta aventura* irei abordar todas essas, ainda precoces, aprendizagens. E nesse percurso, irei embater muitas vezes com ideias feitas que todos temos antes de pisar e conhecer solo africano.

Para já, quero dizer Kanimambo** Moçambique!
* Aventura é um termo simpático que prefiro dar ao facto de ser emigrante.
**Kanimambo é obrigada em changane, uma das muitas línguas do sul de Moçambique.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s