As razões pedagógicas de Nuno Crasso

O nosso Ministro da Educação tentou fintar o aumento do número médio de alunos por turma dizendo que “não há razões pedagógicas que nos digam que trinta alunos é mau para uma turma“, centrando a discussão no número de alunos e não no seu aumento (quando a tendência ideal seria a redução).

Pois então, aqui vai:

Link 1

Link 2

Link 3

Link 4

Link 5

Link 6

…a lista seria interminável, fosse eu passar da primeira página de resultados do google para “smaller class sizes”. Diz o senhor que não sabe “se o número mínimo é 20 ou 30”, mais dez, menos dez, não fará diferença, pelos vistos – mais uma vez provando que não sabe o que diz, que não passa de um iluminado sem suporte nem substância ao mando do corte cego deste governo.

2 thoughts on “As razões pedagógicas de Nuno Crasso

  1. Para não falar do retorno dos exames finais no 4º ano de escolaridade. Como sei que és um gajo laborioso, aposto que desencantas outros tantos estudos a confirmar o carácter absolutamente anti-pedagógico dessa medida…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s