Quando eles o fizeram, chamamos-lhe guerra colonial

Quando nós o fazemos, chamamos-lhe “o melhor resultado que alguma vez atingimos historicamente“.

Afinal de contas, por quem reza a História?

3 thoughts on “Quando eles o fizeram, chamamos-lhe guerra colonial

  1. Isto é absolutamente vergonhoso. O que em tempos foi chamado fascismo está a renascer sob a forma da direita populista. Tal como no século passado, mascara-se sob uma máscara racionalista e “politicamente incorrecta”, o que lhe granjeia bastantes simpatizantes. Como vamos combater isto?

  2. Nem sei, pá, nem sei.

    O que às vezes apetece é dar uma de Agostinho da Silva e rejeitar a nacionalidade de uma vez por todas. Claro que, para isso, é preciso muita coragem e devo admitir que me falta uma boa dose dela.

  3. Eu não rejeito a minha nacionalidade, nem rejeito a minha identidade europeia. Agora, este tipo de medidas é levado a cabo por pessoas que não têm a mínima noção de quais foram os processos históricos e sociais que deram origem à formação social, económica e cultural europeia. Todos somos imigrantes, e sem imigração não haveria Europa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s