Os males do bipartidarismo

Durante a última assistimos ao intenso debate entre democratas e republicanos sobre como subir o tecto da dívida norte-americana. Considerações económicas sobre se a limitação do endividamento e o incumprimento estão realmente ligados, importa falar sobre este sistema bipartidário e a forma como limita as opções políticas.

Um dos argumentos apresentados para defender um sistema como este é a facilidade com que pode chegar a um consenso uma vez que só existem duas perspectivas em confronto. A meu ver, a democracia perde com a redução de opiniões no sentido de se facilitar o consenso. Assim, em vez de termos em cima da mesa projectos e ideias várias, temos carne ou peixe. Na verdade, nem isso porque sabemos bem que, no fundo, as diferenças entre republicanos e democratas não são assim tantas. Não precisam de ser. Eventualmente, tanto uns como outros vão sentar-se no poleiro, o rotativismo é assim.

Um sistema parlamentar que se pauta por dois partidos apenas é pobre, fraco e sujeita-se a ficar refém de um bando de idiotas como é o caso dos que representam o movimento Tea Party dentro do Partido Republicano.  O Partido Democrata e Obama são tão medíocres que acabaram por ceder. Pergunto-me o que aconteceria se houvesse uma terceira força representada.

Levando isto um pouco mais longe, acredito que este sistema também limita o debate na opinião pública. Não se consideram ou exploram outras possibilidades, outros modelos político-económicos porque não têm representação parlamentar, não vale a pena. A generalidade das pessoas habitua-se a pensar em duas opções apenas vivendo assim numa rotatividade vazia, esgotada e contrária à democracia verdadeira.

O sistema eleitoral nos EUA e até certo no Reino Unido, são construídos justamente para funcionar assim. Tanto um como outro limitam o acesso de outros partidos por questões de financiamento e por método de eleição, respectivamente.

Prefiro um sistema em que hajam várias forças em cima da mesa. O debate torna-se mais rico e diversificado. O consenso fácil numa democracia verdadeira não existe.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s