Afinal, o terrorista não tinha turbante, falava norueguês e estava bem barbeado

Pelo que se depreende, não foram os “radicais islamistas” os responsáveis pelos ataques terroristas na Noruega, tal como ressoava nos media, o que me levou a escrever o precedente post. Parece que o terrorista era bem louro, estereotipadamente escandinavo e, pasmem-se a almas, um cristão fundamentalista. Não fosse a gravidade do sucedido, até achava alguma piada à desilusão dos cripto-racistas anti-islâmicos que esfregavam já as mãos e urravam contra os “towelheads”, tal era a ansiedade de publicar libelos contra os islamismo, a sua natural inclinação para o terrorismo e a necessidade de expulsar ou fechar as portas da Europa aos povos muçulmanos.

Pois, caros colegas, agora vêem que, enquanto a polícia norueguesa combatia o velho moinho do terrorismo islâmico, o “responsável cidadão” Anders Behring Breivik planeou calma e sossegadamente os nefastos ataques, numa quinta não muito longe de Oslo.

Aliás, não deixa de ser curioso o facto de que aqueles que, há uns meses, defendiam todo o tipo de medidas xenófobas para fazer recuar o terrorismo estão caladinhos que nem ratos, face aos ataques da direita conservadora cristã… Agora se vê como o “combate ao terrorismo” é uma questão ideológica, não securitária.

E aqui em Portugal, quanto tempo vamos deixar os “responsáveis cidadãos” do PNR ou da Frente Nacional agir à vontade?  Vamos fazer valer a Constituição, quando nos diz, no artigo 46 alínea 4,  “Não são consentidas associações armadas nem de tipo militar, militarizadas ou paramilitares, nem organizações racistas ou que perfilhem a ideologia fascista.”?

7 thoughts on “Afinal, o terrorista não tinha turbante, falava norueguês e estava bem barbeado

  1. Mas porquê um post a desculpar os muçulmanos? São uns coitadinhos não são? Por acaso achei de extremo mau gosto a comunicação social estar a tratar este criminoso como “fundamentalista cristão”.
    Os muçulmanos planeiam e provocam ataques terroristas todos os dias, e lá chega o dia em que é um não-muçulmano e já se levantam as vozes do anti-ocidentalismo a dar justiça ao grupo mais mal intencionado que neste momento se quer implantar na Europa. Quero ver o dia em que este país for atacado por parte dos seguidores do pedófilo mercador de Meca e ver qual a sua reação. Decerto que os desculpará.

    • Atento, lamento honesta e profundamente que não possa condenar todos os muçulmanos do mundo por este atentado. A sua frustração deve ser imensa. Olhe, se o faz sentir melhor, culpe todos os noruegueses, só assim ganhavam alguma coerência posições tão distorcidas e míopes como a sua. Passe bem.

  2. Pingback: A cruzada de Breivik | Sentidos Distintos

    • Se quiser, voluntarie-se para noticiar detalhadamente todos os ataques terroristas por esse mundo fora. Se quiser, até pode fazer estatísticas baseadas na religião, ideologia política, clube de futebol ou na cor das cuecas deles. Vai ter é que desculpar, mas o Sentidos Distintos não lhe poderá pagar um ordenado, que isto da crise é complicado. Se estiver interessado, comunique. Um abraço e Allah Akhbar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s