19 de Maio de 1954, Baleizão

Há precisamente 57 anos, a GNR matava Catarina Eufémia, quando ela e outras treze camaradas, assalariadas rurais, exigiam um aumento de 2 escudos no salário. Numa época em que as arbitrariedades do Estado e da patronal são tão actuais, tal como a debilidade da democracia, é sempre bom recordar…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s