>Todos à rua

>

Meus amigos, o protesto descentralizou-se. Essa dimensão, parece-me, é estrondosamente importante, numa altura em que Lisboa aglomera o grande bolo da luta política e da expressão cultural.

Está nas nossas mãos provar que há massa crítica fora do centro. Que no norte, no sul e nas ilhas há gente tão consciente e atenta como em Lisboa.

Razões para sair à rua há para dar e vender. Tragamos movimento à nossa rua. Juntem a malta – se não conseguem sair, juntem-se na vossa terra. Dez pessoas, cinco, três à frente da câmara? Porque não!

Aglomerem para o protesto mais próximo. Engrossemos as fileiras. No Porto, em Viseu, em Braga, em Guimarães, na Terceira, em S. Miguel. Peguem em câmaras e filmem, tirem fotografias, registem; não esperem pela mediatização – criem-na! Façamos nós a nossa história.

Por todas as frentes! Que, se temos voz, é nestas alturas que a fazemos ouvir.

Até amanhã!

PS

Não há desculpa!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s