>A Prisa e as Ilusões

>



Ironia. Ah, a ironia!

No dia de hoje, a empresa Prisa, dona do El Pais e da TVI, anuncia o despedimento de 18% do seu pessoal.

Em Outubro de 2010 publicava um artigo que define os nossos tempos, “Las ilusiones perdidas”:

…”Hasta que llegó la crisis y la maleta pareció distinta, la espera en la fila de embarque más embarazosa, la despedida más triste y el fantasma de la ausencia definitiva más cercano.
No. No llevan maletas de cartón, ni hay aglomeraciones en el andén de la despedida. No se marchan en grupo, sino uno a uno. Aparentemente nada les obliga. Ha sido una cadena invisible de acontecimientos. Estuvieron allí hace unos años, o tienen una amiga que les ha informado de que puede encontrar algún trabajo con facilidad. No pagarán mucho, eso es seguro, pero podrán ganarse la vida con cierta facilidad… A fin de cuentas aquí no hay nada.”…
Sublinha o artigo.

De facto, aqui e ali não há nada. Os números que nos surgem todos os dias, os números que nos apresentam como reestruturação, como um mal necessário.
Esses números somos todos nós, todos sentimos a cabeça a prémio. Como “o mercado está, temos que nos sujeitar, não sabemos o que pode acontecer”…
A confiança morreu. Que fazemos agora, até quando vamos penar por “aqui e ali”?

2 thoughts on “>A Prisa e as Ilusões

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s